• Ruan Cunha

Nanotubos de carbono e suas utilidades




Você sabe o que são Nanotubos de carbono ou para que serve? Imagine uma folha de papel sendo enrolada de modo que as duas extremidades da folha se encostem sem sobrepor o papel. É exatamente esse método que se utiliza para obter os Nanotubos de carbono, mas no lugar do papel é utilizada uma folha de grafeno, e sim! grafeno é parte do grafite que encontramos nos lápis, a diferença é que o grafeno tem a espessura de apenas um átomo do grafite e um desenho hexagonal entre os átomos de carbono, para deixar a folha mais grossa é só sobrepor outras folhas idênticas de grafeno.

Agora você deve está se perguntando, para que serve ? e o que tem de interessante nisso? Como isso pode melhorar o mundo? Ou …?. Vamos por parte! o grafite é um bom condutor , porém é frágil, a partir de estudos para tentar deixá-lo mais resistente e assim permitir sua utilização na indústria como material condutor de eletricidade, foi que em 1991 o físico japonês Sumio Iijima, descobriu essa nova classe de Materiais (Nanotubos de carbono) com características únicas que superam qualquer material até então conhecido.

Entre as características está a capacidade de ser condutor e semicondutor com apenas uma mudança no ângulo do enrolamento e no raio. Se tornaram tão amplas suas aplicabilidades que nem dá para imaginar todas, mas só para você ter uma ideia , esse material é o único citado por cientistas japoneses para a construção de um elevador com 96.000km de altitude ligando o solo terrestre ao espaço, pois suportaria toda a pressão e tensões exercidas pela gravidade.

Nesse exato momento algumas empresas já estão testando baterias feita com esses Nanotubos, pois carregam em apenas 5 minutos o mesmo que uma bateria de íon lítio levaria horas. Segue abaixo algumas das áreas que tem utilidades para esse material:


  • Equipamentos hospitalares

  • Indústria farmacêutica

  • Indústria de tintas e revestimentos

  • Construção civil

  • Indústria automobilística

  • Indústria aeroespacial

  • Tratamento de esgoto

  • Geração de energia elétrica e condução térmica

  • Indústria naval

  • Indústria de materiais bélicos

  • Indústria de blindagens e coletes aprova de balas


Os Nanotubos de carbono podem diminuir a quantidade de metais pesados que são utilizados nas grandes indústrias, pois são mais leves, mais resistentes e infinitamente reutilizáveis, diminuindo assim: a degradação do meio ambiente, a poluição de aquíferos por metais pesados, o número de lixões, a utilização de matéria-prima não renovável, e isso geraria um efeito em cadeia, pois metais pesados demandam grandes quantidades de eletricidade para serem transformados em produto para as indústrias, além de uma imensa logística, substituindo por grafeno, reduziria os gastos e preservaria a natureza garantindo um mundo melhor para as futuras gerações.

Contudo, é bom lembrar que o grafeno necessário para fazer o Nanotubo de carbono, ainda não é produzido em massa, mas nos próximos anos teremos muitos objetos feitos com esse material presente em nossos lares.


Referências