• Jedaías Januário (Consultor de Projetos)

Garrafas PET são convertidas em produtos têxteis


Isto mesmo, roupas e acessórios podem ser confeccionadas a partir de garrafas PET.

O politereftalato de etinelo, ou PET, é um polímero amplamente utilizado na produção de embalagens de garrafas, desenvolvido pelos químicos John Whinfield e James Dickson, em 1941 nos EUA.

Através de alguns processamentos as garrafas são convertidas em fibras, fios e por fim em tecidos para confecção de roupas, com cores e modelos diferentes carregando charme e sustentabilidade.

Estima-se que garrafas PET jogadas na natureza demoram 400 anos para se decompor, que tal reciclar? São necessárias 25 garrafas de 2L para fabricação de 1 Kg de fio. E segundo a 10ª edição do Censo da Reciclagem de PET (2016) no Brasil, realizado pela ABIPET, a atual taxa de reciclagem no Brasil é de 51%, destes 25,7% são destinados a produtos têxteis. Uma taxa de reciclagem que precisa aumentar.

Dentre os benefícios ocasionados por este processo de reciclagem podemos citar:

  • Menor poluição do ar, água e solo;

  • Aumento da qualidade de vida;

  • Melhoria da limpeza da cidade;

  • Aumento da satisfação das pessoas;

  • Geração de empregos e renda;

Lembre-se, ao descartar garrafas PET, descarte-as de forma adequada, pois esta atitude não só fará bem ao meio ambiente, como fará bem a você mesmo.

#PET #sustentabilidade #reciclagem

47 visualizações

Cidade Universitária, Recife - PE, 50740-540 , IMTM (Instituto Nacional de Tecnologia em União e Revestimento de Materiais).

  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle