• Hugo Cavalcanti

Ensaio de impacto Izod: execução e resultados obtidos

Os ensaios mecânicos são extremamente úteis para caracterizar o comportamento e verificar propriedade no material de interesse. Os principais tipos de ensaios mecânicos são: tração, dureza, impacto, dobramento, torção; compressão; fadiga e fluência.

A técnica de ensaio Izod é do tipo impacto, sendo estes empregados para o estudo da fratura dos materiais sob altas taxas de carregamento. Para ensaios em materiais metálicos, a ductilidade também pode ser avaliada através da porcentagem de contração no entalhe.

O corpo de prova, para o Izod, possui um entalhe e dimensões, que a norma internacional ASTM D256 padroniza com as seguintes configurações:





Para a execução do ensaio, o corpo de prova é engastado em uma de suas extremidades. Um pêndulo com um martelo na extremidade (carga dinâmica) é ajustado de forma a ser conhecida a energia cinética no ponto de impacto com o corpo de prova. Quando o pêndulo é liberado, o martelo impacta o corpo de prova e no ponto de entalhe há tensões de flexão que produzem, um estado triaxial de tensões (Tensão radial ao entalhe, longitudinal e transversal). Depois de rompê-lo, o martelo sobe até uma altura que é inversamente proporcional à energia absorvida pelo corpo, quando mais alto por o ponto atingido após o rompimento, menor a energia absorvida no impacto.



É importante notar que o estado triaxial de tensões produzido não pode ser medido de forma efetiva. Sendo assim, o ensaio de impacto é limitado a significações e interpretações comparativas apenas com materiais ensaiados nas mesmas condições (incluso temperatura, ela é um fator determinante no resultado). Os resultados obtidos com o ensaio indicam apenas a energia absorvida, não sendo seguro para previsões sobre o comportamento do material sob choques em outras condições.



Referências:

1999 annual book of ASTM standards: Section 8 - plastics: Plastics (I): D256-D2343 volume 08. 01: Standard Test Methods for Determining the Izod Pendulum Impact Resistance of Plastics. West Consohocken: American Society for Testing & Materials, 1999.


Charpy impact toughness testing. Disponível em: <https://www.phase-trans.msm.cam.ac.uk/2013/Charpy/index.html>. Acesso em: 19 mar. 2022.


DE SOUZA, S. A. Ensaios mecânicos de materiais metálicos: fundamentos teóricos e práticos. São Paulo: Blücher, 1982.


Ensaio de Impacto Charpy e Izod. Disponível em: <https://laboratorios-tork.com.br/servicos/testes-em-materiais/ensaio-de-impacto-charpy-e-izod/>. Acesso em: 19 mar. 2022.


LABMETAL. Ensaio de impacto charpy e izod. Disponível em: <https://www.labmetalvale.com.br/ensaio-impacto-charpy-e-izod>. Acesso em: 19 mar. 2022.


WILLIAM D. CALLISTER JR. DAVID G. RETHWISCH. Ciência e Engenharia de Materiais - Uma Introdução. São Paulo: LTC, 2020.